Image

 

Logo logo voltaremos com os nossos textos e relatos dos nossos eventos. 

Enquanto isso não acontece, acompanhem nosso trabalho através da nossa pagina no Facebook: https://www.facebook.com/anna.cerimonialeplanejamento

Anúncios

06 a 15 de julho: Nosso período de afiar o machado

Image

Todo mundo precisa de um time out depois de um período de intenso trabalho. Por mais prazer que o seu trabalho lhe proporcione, é necessário desacelerar de tempos em tempos. Curtir a família com mais intensidade, descansar o corpo e a mente e recarregar as energias para voltar com muita disposição para outro período de trabalho. Como nos ensina a parábola do lenhador: É preciso afiar o machado!

Informamos a todos os clientes, profissionais parceiros e amigos que a equipe do Anna Cerimonial e Planejamento vai estar de férias entre os dias 06 e 15 de julho. Nesse período as demandas urgentes devem ser encaminhadas exclusivamente por e-mail. Assim que possível retornaremos as mensagens.

Fernanda & Leandro

Essa história é gostosa de começar a contar pelo final. Lembram do post “Chuva de quê?”, que publicamos há algumas semanas? Foi dica da Fernanda. E a saída dos noivos da cerimônia, no dia 11 de maio, foi em grande estilo, com uma chuva de estrelinhas reluzentes, iluminando o caminho do casal desde os primeiros passos.

Sparklers na saída do casal da Igreja

Sparklers na saída do casal da Igreja

Mas quem disse que a saída da igreja era o final de tudo? Depois da cerimônia na São Vicente de Paula, os familiares e convidados foram recepcionados no Buffet Ilha do Mehl, decorado com capricho por Jad Juca Arranjos e Decorações.

AD1A8852

Decoração no Ilha do Mehl, by Jad Juca

Decoração no Ilha do Mehl, by Jad Juca

Se nós havíamos achado o Bruno, noivo da Karine, nervoso, é porque a hora do Leandro não havia chegado. O noivo ganhou disparado no quesito ansiedade. Bastante emocionado, chorou na hora de entrar na igreja e, com medo de errar a coreografia, quase não conseguiu abrir a pista na hora da Dança dos Noivos, tão ensaiada previamente.

Isso é tão lindo, né gente?

Isso é tão lindo, né gente?

Mas o nervosismo passou e o casal mostrou muito entrosamento. Foram impecáveis nos passos. Depois do show à parte dado pelos noivos, os convidados invadiram a pista comandada pelo DJ Vergílio, todos dançaram e se divertiram junto ao casal até o último minuto.

Destaque especial para a Meliess Só Foto que pegou os melhores momentos com detalhes preciosos. Belo trabalho!

Casamento-Fernanda-e-Leandro-Blog-19-960x640 Casamento-Fernanda-e-Leandro-Blog-20-960x640 Casamento-Fernanda-e-Leandro-Blog-23-960x640 Casamento-Fernanda-e-Leandro-Blog-32-960x640 Casamento-Fernanda-e-Leandro-Blog-40-960x640 Casamento-Fernanda-e-Leandro-Blog-41-960x640 Casamento-Fernanda-e-Leandro-Blog-54-960x640 Casamento-Fernanda-e-Leandro-Blog-84-960x640 Casamento-Fernanda-e-Leandro-Blog-92-960x640

Casamento-Fernanda-e-Leandro-Blog-71-960x640

Fornecedores:

Junho: o amor está no ar

Santo Antônio, o santo casamenteiro

Santo Antônio, o santo casamenteiro

O mês de junho é a época do ano em que o amor toma conta dos brasileiros e de outros apaixonados mundo afora. O dia dos namorados por aqui é comemorado no dia 12 de junho e, um dia depois, no dia 13, os católicos de todos os lugares celebram o dia de Santo Antônio, conhecido pelos cristão e supersticiosos como o “Santo Casamenteiro”.

De acordo com a tradição, o frade franciscano, cujo nome de batismo era Fernando de Bulhões, tinha uma família muito rica e ajudava os casais apaixonados pagando o “dote”, exigido pelas famílias da época, para que as moças de origem pobre pudessem se casar.

Basta uma busca no Google para descobrir uma infinidade de simpatias para que o santo ajude a encontrar um grande amor, colocando a imagem do santo de ponta cabeça, fazendo novenas ou peregrinações pelos diversos santuários espalhados pelo mundo em homenagem ao frei. São tantas mandingas que não há espaço para todas nesse post.

Mas não é só da fé em Santo Antônio que vive quem está a procura do par perfeito. Fora outras milhares de simpatias, orações e banhos das mais variadas origens, as cerimônias de casamentos são cercadas de simbolismos que prometem ajudar as moças solteiras.

Um dos momentos mais esperados da festa pelas amigas da noiva é, sem dúvidas, a hora de jogar o buquê. Diz a lenda que aquela que conseguir pegar o arranjo se casará dentro de um ano. Nada cientificamente comprovado. Para algumas deu certo, outras ainda esperam o príncipe encantado. Mas não custa nada tentar e se esforçar para apanhar as flores que a próxima noiva jogar, não é mesmo?

Em seu casamento com Pier, em janeiro de 2013, Liziane lembrou das amigas antes de subir ao altar

Em seu casamento com Pier, em janeiro de 2013, Liziane lembrou das amigas antes de subir ao altar

Mariana se casou em 2012 com Luiz Henrique e apostou na tradição de jogar o buquê para as solteiras

Mariana se casou em 2012 com Luiz Henrique e apostou na tradição de jogar o buquê para as solteiras

Outra tradição nos casamentos é pregar o nome das melhores amigas solteiras na barra do vestido de noiva, na crença de que elas também, um dia subirão ao altar. Se a simpatia não funcionar, no mínimo o ato vale como demonstração de carinho da noiva para as amigas. Na dúvida, agulha e linha nas mãos para o próximo casamento, hein meninas?

E falando em casais apaixonados, não há outro ícone que represente tão bem o amor ao redor do mundo quanto Romeu e Julieta, do romance trágico de Willian Shakespeare. A história é tão conhecida que dispensa resumos.

Aqueles que já tiveram a oportunidade de visitar a “Casa de Julieta” em Verona, na Itália, acreditando ou não na tradição secular, certamente não deixaram de passar a mão no seio direito da estátua da donzela que fica nos jardins da mansão, se não para atrair um par para si, pensando em algum amigo que ainda procura sua cara metade.

Segundo a crença, na mansão de Verona viveu a família “Capello”, que teria inspirado o nome fictício da família de Julieta Capuleto no romance do grande dramaturgo. Dizem que ao tocar o seio direito da estátua de bronze deve-se fazer o pedido para viver um grande amor, assim como viveu o casal da história. Mas é claro que o final não precisa ser doloroso como o criado por Shakespeare.

O seio direito da estátua de Julieta, abaixo da varanda onde a jovem personágem de Shakespeare teria feito juras de amor a Romeu, mostra as marcas do tempo e da crença no amor verdadeiro

O seio direito da estátua de Julieta, abaixo da varanda onde a jovem personágem de Shakespeare teria feito juras de amor a Romeu, mostra as marcas do tempo e da crença no amor verdadeiro

Supersticiosos ou não, o fato é que todo mundo quer ter alguém para dividir a vida, para se apoiar nos momentos difíceis, trocar juras de amor e assistir uma comédia água com açúcar nas noites frias. Nosso desejo na semana mais apaixonada do ano é que aqueles que já encontraram o grande amor possam cultivá-lo por muitos dias dos namorados. E se você ainda busca um par, esperamos que a procura valha a pena e que você possa viver esse frio na barriga que faz tão bem aos que amam.

Modelos e cores de vestidos para noivas maduras

Por: Amanda Oliveira
Do UOL, em São Paulo

Que amor não tem idade todo mundo sabe. Mas não faz muito tempo que as primeiras, segundas e até terceiras uniões têm sido oficializadas ou celebradas por noivas mais maduras. Hoje em dia, muitas mulheres escolhem se casar depois de adquirir estabilidade e sucesso profissional ou até encaram segundos ou terceiros casamentos aos 50 ou 60 anos.

Paul McCartney casou-se no civil com Nancy Shevell, sua terceira esposa, que vestiu um modelo exclusivo criado por Stella McCartney. O vestido de mangas longas tinha cintura bem marcada, abotoamento frontal e nos punhos, e comprimento na altura dos joelhos. Para acompanhar, a noiva optou por sapatos de salto baixo, um buquê pequeno e um arranjo floral nos cabelos soltos

Paul McCartney casou-se no civil com Nancy Shevell, sua terceira esposa, que vestiu um modelo exclusivo criado por Stella McCartney. O vestido de mangas longas tinha cintura bem marcada, abotoamento frontal e nos punhos, e comprimento na altura dos joelhos. Para acompanhar, a noiva optou por sapatos de salto baixo, um buquê pequeno e um arranjo floral nos cabelos soltos

Seja qual for a idade, a noiva deve valorizar seus pontos altos para estar impecável no “grande dia”, respeitando sua personalidade e gosto. No âmbito das noivas mais velhas, um bom exemplo foi a produção de Nancy Shevell, 52, para seu casamento com ninguém menos que Sir Paul McCartney, 69. Para a cerimônia realizada em outubro de 2011, a executiva norte-americana optou por um vestido branco minimalista e sofisticado, ajustado ao corpo e acima dos joelhos. A noiva ainda levava uma singela flor no cabelo, enquanto Paul vestiu um terno sóbrio e de corte reto.

Para que o casamento seja belo em qualquer época da vida, consultamos um time de especialistas para indicar as melhores opções para o traje da noiva madura, além das regras de etiqueta que melhor se encaixam nas cerimônias a partir dos 40 anos. Contudo, como lembra a estilista Gloria Coelho, o mais importante é respeitar o estilo de cada noiva, seja ela sexy, romântica, austera, descontraída ou que apreciadora de um bom design. “Afinal, nesse momento tão especial que é o casamento, ela deve sentir que está bem consigo mesma”, diz Gloria.

Na novela "Sete Pecados" (2007), o casal interpretado por Nicette Bruno e Ary Fontoura se apaixonou na adolescência, mas só conseguiu se casar depois de muitos anos. Na ocasião, a noiva vestiu um elegante vestido de renda com casaco leve de mangas longas no mesmo tecido marfim

Na novela “Sete Pecados” (2007), o casal interpretado por Nicette Bruno e Ary Fontoura se apaixonou na adolescência, mas só conseguiu se casar depois de muitos anos. Na ocasião, a noiva vestiu um elegante vestido de renda com casaco leve de mangas longas no mesmo tecido marfim

Melhores cores
Foi-se o tempo em que a cor branca reinava nos altares. Em qualquer idade, como apontam as estilistas Gloria Coelho e Bibi Barcellos, o off-white é um clássico e um dos tons mais pedidos para trajes de noiva. “O off-white fica bem para todos os tons de pele e é a coloração natural da seda pura”, comenta Bibi, que aposta sempre em detalhes de modelagem e ornamentações para diferenciar o vestido de noiva de um modelo de gala.

A designer Gisele Dias, do Ateliê A Modista, conta que muitas clientes também optam por cores suaves como cru, bege, rosa e verde claros, e dá uma boa dica: “essas nuances sempre rendem para as fotos, pois refletem menos luz do que um vestido branco”.

As estilistas Lourdinha e Estela Noyama vão além e defendem que noivas maduras podem ousar nas cores. “Gosto dos tons de areia e até dos dourados, se o casamento for à noite. Rosa antigo e azul em tons pastel também são boas escolhas”, diz Estela. Continuar lendo

Laísa & Adriel

O casamento de Laísa e Adriel (20/04/2013) foi uma clássica celebração familiar. Impossível não se sensibilizar com o carinho e amor dos pais dos noivos diante do novo caminho que os filhos passavam a trilhar juntos.

O Central Hall, onde os noivos receberam os amigos e parentes ao som belíssimo do quarteto de cordas de Antônio Eventos, foi cuidadosamente decorado com rosas brancas e velas pela Jad Juca Arranjos e Decorações.

No cortejo, as damas adultas chamaram a atenção com vestidos no mesmo tom de laranja, seguindo o estilo dos casamentos americanos. A entrada da noiva, com direito a clarinetes, teve um ar lúdico e inocente. Laísa usava vestido Silvia Fregonese. O momento fofura da festa ficou por conta do vídeo da Marry Dolls, contando a história de amor do casal.

ImageImageImageImageImageImageImageImageImageImageImage

Fornecedores:

Patrícia & Nilton

Patrícia e Nilton escolheram o dia 27 de abril de 2013 para dizer sim um ao outro. A Cerimônia e a Recepção para 100 convidados foi em clima intimista e o local escolhido não poderia ter sido melhor: O Bistrô Duchamp. Arranjos simples com flores brancas e muitas velas decoravam as mesas ao redor da piscina, tudo feito com muito cuidado pela Agaphantus Floricultura.

A pequena Letícia, de 11 anos, como todos esperavam, foi dama de honra da mãe e preparou o caminho da noiva com pétalas de rosas. As alianças foram conduzidas pelas duas avós do casal, numa cerimônia com a participação e o carinho da família, como os mais românticos sempre gostam.

Depois do jantar, uma homenagem de amigos do casal, que vieram de Brasília para prestigiar os noivos, emocionou a todos e marcou o momento chororô da noite. Certamente uma data inesquecível para Nilton e Patrícia. Um dos destaques da festa foi o bolo de frutas, no estilo naked cake (sem cobertura), da Browneria Fantástica. E as pedrinhas brancas com assinatura dos convidados, uma ideia da noiva para decorar a casa nova com uma lembrança original de quem celebrou esta data com eles.

ImageImageImageImageImageImageImage

Fornecedores: